Carregando...
Cadastrar
Voltar
Recomendamos que não utilize o mesmo e-mail que utiliza no Habbo Hotel.
Recomendamos que não utilize a mesma senha que utiliza no Habbo Hotel.
Seja bem-vindo!
Criando sua conta você conta com todos os recursos disponíveis no site!
Comente, crie conteúdo e divirta-se ao máximo!
Hey, uma ajudinha!
Para ajudar a ProHabbo, navegue no site com o AdBlock desabilitado.

Raro Travesseiro de Algodão Azul e Guarda-sol Laranja

Nos últimos dias, o Habbo anunciou que lançaria na comunidade BR/PT os raros Travesseiro de Algodão Azul (conhecida como Bonnie) e Guarda-sol Laranja (este último raríssimo e de alto valor há anos). 

Como já era de se esperar, a notícia derrubou o preço do Guarda-sol Laranja quase de imediato, fazendo com quem ainda o possuía não só fosse prejudicado com a queda de valor, mas também com a quase impossibilidade de vendê-lo - afinal, não se tinha ideia de quanto custaria quando ele chegasse à Loja.

 Travesseiro de Algodão Azul


Preço da Loja: 25c + 25 diamantes
Preço recente na Feira Livre: 29 (média: 28)

Emblema para compradores:


Nome: RARO Travesseiro de Algodão Azul


 Guarda-sol Laranja


Preço da Loja: 25c + 25 diamantes
Preço recente na Feira Livre: 21c (média: 26c)

Histórico de preços:

Dezembro de 2016: 25000c
Julho de 2017: 20000c
Junho de 2018: 250000c

Emblema para compradores:


Nome: RARO Guarda-sol Laranja


Lançamentos de raros como ocorreu nos últimos dias, envolvendo mobílias históricas e super raras no Hotel BR/PT, criam um sentimento geral de desconfiança nos grandes negociantes de raros e na própria Feira Livre. Com preços muito baixos sendo atribuídos a mobílias que dificilmente eram encontradas na comunidade, até que ponto vale colecionar ou até mesmo comprar e revender raros, se nunca há certeza de que eles acabarão ou não sendo vendidos na Loja por 25c câmbios? 

A Feira Livre tinha, dentro do jogo, um papel bilateral. Se por um lado servia para dar estabilidade às trocas dentro dos quartos que costumavam ser lotados de ofertas, por outro ensinava jogadores a lidarem com a noção básica de economia de mercado, preparando-os para um futuro na vida real. Mobis ultra raros eram vendidos com base na especulação e nas ofertas de quem os possuía em quantidade - ou até mesmo grupos de colecionadores que se juntavam para trabalhar esses valores. 

Com o recente costume da Sulake de relançar raros que não haviam sido vendidos no antigo catálogo, tirando sangue de pedra para conseguir fazer com que os jogadores comprem diamantes, talvez eles até consigam vender algumas poucas peças - entretanto, só estão molhando o piso para que os grandes vendedores escorreguem com mais facilidade. O preço alto não é a única coisa que caracteriza raros: o charme de poucos os obterem também era uma das razões que fazia os usuários comprá-los. 

O Habbo continua, afinal, com sua política de guerra contra usuários - e parecem estar vencendo, visto que os números de acessos e registros cai anualmente. 

Neoguilhe929
há 3 meses
Não aguento mais o Habbo Hotel quereno lucrar encima da gente com compra casada, isso é crime.
LouisH12
há 3 meses
Espero ansiosamente o falecimento do Habbo.
Logue-se para comentar!
Você precisa logar para comentar e interagir no nosso site.